P S I C O M E D

Loading

Olá tudo bem com vocês? Hoje gostaria de falar de um assunto que sua palavra é muito utilizada nos dias atuais, o Narcisismo. Normalmente, utilizamos o termo para nos dirigirmos a pessoas muito exibidas, ou para rotularmos certas figuras públicas não é mesmo? E atualmente, com a estreia da série Pacto Brutal, algumas pessoas fizeram associação da personalidade de Guilherme de Pádua com a Personalidade Narcisista. O que aguçou mais ainda meu interesse em falar sobre ela. 

Bem antes disso, os gregos antigos desenvolveram um mito a respeito das pessoas obcecadas pela própria imagem. O mito de Narciso, que conta a história de um belo rapaz que estava à procura do amor e ao rejeitar uma ninfa que se apaixonara por ele, se apaixona pelo próprio reflexo em um rio, não conseguindo se afastar dele, morrendo afogado. No local onde o jovem faleceu, uma flor brotou, chamada de Narciso. Esse mito tem como ideai central falar sobre o narcisismo, caracterizado por um egocentrismo acentuado e muitas vezes, nocivo.  

O narcisismo engloba um conjunto de características sendo a mais evidente delas a autoimagem inflada e grandiosa. Os narcisistas, seja em maior ou menor grau, acredita sempre que são mais belos, inteligentes e importantes do que os outros, e se sentem merecedores de tratamento especial. A tal da Psicologia divide o traço narcisista em duas formas de personalidade: o narcisismo grandioso e o narcisismo vulnerável, além do transtorno de personalidade narcisista, sendo uma forma extrema de narcisismo. 

O narcisismo Grandioso, é o caso mais comum. Onde o sujeito é caracterizado pela extroversão, pela dominação e pelo desejo de atenção, buscando sempre o poder e a atenção, procurando muitas vezes a carreira política, querendo entrar para o mundo da celebridade, ou algum tipo de liderança intelectual ou cultural, com intuito de poder e atenção que lhes é garantido. Não quer dizer que todo político, artista ou intelectual seja narcisista. Já o narcisista vulnerável, procura ser uma pessoa tranquila e reservada, mas tem uma expectativa irracional de ser obedecida, e de receber um tratamento especial. Se sentindo ameaçada ou menosprezada se for tratada como as demais pessoas. 

Tanto o Narcisista Grandioso, quanto o vulnerável, na maioria das vezes só demonstram seu lado obscuro, com o passar do tempo, demonstrando ser pessoas saudáveis e legais, mas sua tendencia será sempre agir de maneira egoísta. Se chegar em cargos de lideranças suas atitudes serão egoístas ou antiéticas para a empresa ou os colegas. Como parceiro afetivos, sua conduta é geralmente desonesta e infiel.  E por ter uma visão sobre si, exageradamente positiva, os narcisistas podem se tornar agressivos quando essa visão irreal é questionada por outras pessoas. 

Já o Transtorno de Personalidade Narcisista, afeta 1 a 2% da população, sendo mais prevalente em homens, o seu diagnóstico é mais para adultos uma vez que crianças e adolescentes podem ser muito autocentrados em certa fase do desenvolvimento sem que isso seja indícios de patologia, o indivíduo diagnosticado com esse transtorno possuem características de ter uma visão grandiosa de si mesmo; dificuldade de sentir empatia; expectativas irracionais de superioridade; além de necessidade de atenção e admiração.  

Lembrando que a diferencia traço e transtorno de personalidade é que tudo aquilo que fazemos constantemente, acoplando a nosso comportamento, se torna uma característica de nosso ser, ou seja, um traço da personalidade. Já o transtorno exerce enorme pressão sobre a vida da pessoa, impedindo-a de viver plenamente, porque, a coloca como refém de sensações e sentimentos que a faz enxergar ilusão no lugar da realidade. Sendo assim na pessoa com o transtorno de personalidade narcisista os traços dominam sua vida por completo gerando imensos problemas.  

Por exemplo, pais narcisistas preferem usar seus filhos como forma de obtenção ou admiração em vez de cuidar deles.  Funcionários narcisistas não aceitam críticas sobre seu desempenho, preferindo afrontar ou ressentir chefes ou colegas que tentam ajuda-los.  

Se sabe que é um forte componente genético que causa os transtornos de personalidade narcisista, porem o ambiente que a criança se desenvolve também é um fator. Já se sabe que crianças idolatradas e excessivamente elogiadas podem desenvolver o narcisismo grandioso. Já as que tem pais distantes e muito autoritário, podem acabar desenvolvendo o narcisismo vulnerável.  

Através da ajuda da tal da Psicologia, o narcisista pode melhorar os aspectos negativos da sua personalidade. A grande dificuldade reside em fazer uma pessoa com a autoimagem extravagantemente positiva, a reconhecer que precisa melhorar. Experiencia que promovam a reflexão a respeito de si mesmo com sinceridade bem como atividades nas quais o narcisista possa se desenvolver no cuidado com os outros, que estimulem o sentimento de compaixão, podem ajudar o narcisista a se perceber de forma mais realista.  

E ai gostou do assunto? Tem duvidas? Fale comigo 

Redes Sociais!

Uma plataforma que conecta psicólogos e pacientes, possibilitando atendimentos online e presenciais.

© PsicoMed Doctor Psi, LLC. All rights reserved.

Fale com o atendimento
Whatsapp
Whatsapp
Whatsapp
Whatsapp